Texto e fotos : Juracy Vilas-Bôas

Não há um só visitante de Bonaire que venha a discordar dessa afirmação que está escrita nas placas dos automóveis da ilha. Sem sombras de dúvidas, Bonaire é um dos melhores lugares do mundo para mergulho.


Com 37Km de extensão e 290 Km2 de área, Bonaire se tornou parque nacional marinho em 1979. O controle do parque é feita por uma instituição não governamental, auto-sustentável, que se mantém com a taxa (anual) de US$ 10,0 cobrado de cada mergulhador.

O que faz Bonaire ser tão especial para mergulho é um conjunto de três fatores: a qualidade, a quantidade e a facilidade de se mergulhar nessas águas de infinita transparência. São pelo menos oitenta pontos de mergulho de beleza inigualável, onde a grande maioria pode ser feito saindo da praia.

Sua população de cerca de 14.000 habitantes tem o holandês como o idioma oficial, mas o papiamento é a língua mais falada pelos nativos. Um língua originada do português “crioulo”. Não se anime, pois você não irá falar português nessa ilha. O papiamento é uma mistura de holandês, português, inglês e espanhol com algumas palavras africanas, francesas e indígenas. O inglês e espanhol é também falado por quase todos.

 


São as mais de 400 espécies de peixes e 100 de corais que fazem o fundo do mar de Bonaire ser tão exuberante. São formações de corais paralelas à praia que formam paredes que vão de 8 a 60m de profundidade. Essa geometria faz com que Bonaire seja conhecida como o melhor lugar do mundo para mergulhos com saídas de praia.